>
Template Express by Mais Blog
Introdução
=palavras raivosas enquanto esperamos o Kali-yuga=

-que os passivos não leiam este livro,
que os pais & as mães receosos pelo perigo que pode acometer seus filhinhos não leiam esse livro,
que os exploradores, os amantes das ditaduras, os imbecis gananciosos bajuladores do poder, não leiam esse livro,
pios em uma fé besta, aqueles que maltratam animais, dementes racistas, sanguessugas & parasitas sociais e amorosos, fiquem longe dessas palavras.
Todos vocês malditos apostatas da vida, desertores do combate justo, alienados, fiquem longe desse sagrado papel que contém essas palavras de libertação & destruição da merda que vocês representam ao mundo!!!
Não conspurquem estas palavras sagradas de felicidade & ação, fiquem longe!!!

=Seu Caos Te Trouxe Até Aqui!=

Abdul-Jalil 16-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...



Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...

Abdul tse tse Jalil’ CAOS TEH CHING
CAOS TEH CHING


O Livro da Mo5ca que Pousou em Sua Sopa
ou
O Caos Domina!

“Ando por aí vestido em farrapos & sem hum xilen no bolso
mas sempre carrego a jóia do Caos
sua energia é a força do nada,
com ela eu destruirei esse mundo”
(“Ditos de Chaongs Tzu – in ‘Tong’s Phunfs Rules”)


O Caos que pode ser pré-anunciado
não é o Caos Primordial
Ao Caos Primordial & Ancestral chamo Não-Ser
Ao Universo & tudo que há nele chamo Ser
A influência do Caos no Universo é a penetração do Mistério
O mistério dos mistérios
é o portal por onde entram as Maravilhas;


Caos é o Tao
A essência dos deuses
Com ele se vai
E apesar de também não levar a lugar nenhum
é diferente dos demais caminhos
Está sempre chegando
não obstante de nem se ter partido;


Do que Dele se sabe
é o paradoxo da completude nua
Não é Ele o oposto da ordem
pois dessa faz uso para Se expandir
Ele só se opõe à escravidão
Detesta flores de plástico e animais de brinquedo
mas sua raiva é contra flores em vasos
& animais em gaiolas
O Caos odeia prisões;


Crianças & elefantes habitam e brincam Nele
Mesmo sendo intangível
Ele é percebido no gozo, no choro, no riso
Mas sua principal caracterização
é uma pobreza exuberante
uma simplicidade sofisticada
sua gigantomakia serena & tempestuoso;


Caos governa lancinando
mas diferentemente de Tiranos & Sábios
os Loucos são seus Ministros
Ao povo concede medo & beleza & presença
Promulga anistia permanente & indulgência real
Por isso o povo ignora que Ele comanda;


Onde os pais podem ter sossego não há pobreza
Onde mães governam não há tristeza
(Estou falando de homens & mulheres, & não desses fantoches neuróticos!)
A esses Caos dá filhos
& tais são como as tempestades & seus raios
logo aprendem a não-aprender
& então proporcionam existir mais beleza no mundo
Graças à força de sua diferença e fertilidade
Nação assim é o sangue dos deuses
a família dos libertos;


Seus Loucos não são só sábios ou eruditos
nem sequer somente selvagens ou rebeldes
mais que humonstros inalienáveis
São Artistas do Caos
amantes, poetas, sensualistas, magos
psiconautas, neo-piratas, terroristas poéticos
Semi-deuses atores ativos de sua Vontade & Destino;


O dom do Caos é útil
Mas sua utilidade é de uma sagueza sutil
tanto que O confundem com bagunça & desordem
Entretanto, sua dádiva só o é porque Ele não-é
pois tudo que é não tem utilidade
só servem para serem possuídas
& Caos não se deixa possuir
Ele possuí-nos;


Caos, em sua senda, é um sendero que incendeia
Tem seu reino & julgo: o Nada & as Orgias
Para trilhar esse Tao
abandone a santidade
ame a promiscuidade mundana de existir
use cavalos de corrida para puxar esterco
dê poeira para os puros comerem
Que o descontrole seja sua negação à liderança
Ame o grosseiro & refinará a indiferença & a ironia
& que a sobriedade seja a sombra
de sua particular obscuridade
Pois revelar-se é o caminho da escravidão
O coração pesado alivia o mundo
Proibições empobrecem tudo onde são impostas
Caos permite a raiva, o ódio, a revolta
permite o levante permanecer
onde injustiças & estupidez assolam o povo
Essa energia enfurece primeiro o coração do Caoísta
depois encarna pela sua arte no seio do povo
& enfim no corpo como um todo do Universo
O Caos nunca morre – Mudanças à caminho!
É por isso que ancestrais Avatares do Caos
o representaram como torvelinhos de Águas
Essas águas indomáveis
depois de estraçalhar barreiras & cursos
inundam de Prazer & Paixão
o espírito & o corpo daqueles que o
Caos domina!

Abdul-Jalil 1-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...

No Começo era Abdul
No Começo era Abdul

Abdul-Jalil é um louco que desceu a montanha
e extraviou sua ignorância...
Abdul é um vingativo e eficiente
exército de um homem só...
Abdul é um mestre sem discípulos,
mesmo porquê ele não tem nada pra ensinar...
Abdul se perdeu do amor
e não pode mais estar além do bem e do mal...
Abdul vive só no meio das multidões,
habita seu tonel junto com seus 3 gatos: Saichii, Wicca & Kalkii...
Abdul queima incensos, velas e sigilos para Shiva & Kali:
absinto, jasmim, arruda & sândalo
e passa horas entoando mantras de ~destruição & criação~
Abdul é onisciente de sua Arte:
ofensas, mordidas, facadas, êxtases;
ele ainda não escreveu seu epitáfio,
ele ainda não escolheu o dia de sua morte,
ele ainda mão realizou seu ato maior...
Abdul é cândido & raivoso;
ele é o “mu” – a porta sem porta,
ele não late, rompe muros, matas, condicionamentos
e só conjuga 93 verbos...
Abdul trilha sendas nos campos
e desenha pentágonos por entre as estrelas dançantes,
mirando-as ele vê o sorriso de Éris
que derrama sob ele suas bênçãos e lhe concede a energia do eterno
Caos.

Abdul-Jalil 1-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...



Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...

E o Tao se (re)vela
Caos Teh Ching


Em tempos antigos
aqueles que conheceram o Tao
levaram até Ele outros homens
(como se o pudessem!?!?)
A eles transmitiram o que ouviram
transmitiram a força
-O RUÍDO DO TROVÃO-.

A visão do Raio
cada um deve ter a sua
Esse olhar nos diz
que aquilo que NÃO tem detalhes
seja gente, seja coisa, seja deuses
estão desprovido do Tao.

O clichê do Caos
coexiste na sapiência dos loucos
Os ecos do Tao
pela gente comum e pelas palhas
são vistos como tolices.

Nós
que quebramos as correntes e as regras
NÃO somos a exceção
Somos a precaução
contra o bem se tornar o mal
e o mal finalmente reinar como se fosse o bem.

Abdul-Jalil 1-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...



Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...

Abdul Tem a Resposta
= Abdul Tem a Resposta =





حالةطاقة






Em um mundo em que qualquer rostinho bonito & esquelético ganha $hum milhão$ pra fazer um desfile; que uma atrizinha qualquer gasta $cinco mil$ numa tarde em uma joalheria; onde um classe política totalmente difamada e corrupta aumenta seu próprio $salário$ & um jogador de futebol mediano $ganha em uma hora$ o que qualquer trabalhador comum não ganha em toda a sua vida, eu acho muito certo & totalmente moral & ético os pobres & honestos se revoltarem, quebrarem, matarem, arrebentarem tudo pela frente, porque “Direito” é outro nome para chicote & “Lei” é palavra que designa contrato de escravidão, punição para os quietos & calados & Justiça só vem da mão de quem a faz.





A RAIVA É UMA ENERGIA!!!
REVOLTEM-SE, MUDEM SUA SITUAÇÃO DE POBREZA, ESCRAVIDÃO,MISÉRIA, DOENÇAS, NECESSIDADES, INDIGÊNCIAS!





SAIBA:


-O trabalho não liberta, a educação não traz prosperidade, a política não te representa, a mídia não te informa, os alimentos não te sustentam, remédios não trazem saúde, as elites auto-intituladas não pensam nas massas, a verdade não liberta, & a morte não é o único descanso. Isso tudo são mentiras que te contaram para você se contentar com sua escravidão, com a péssima escola que estudou & a sabedoria que nunca terá, com a liberdade que nunca virá, com as doenças que sempre te acompanharão, a subserviência que acha normal, & tudo mais.Faça um favor para si & para a natureza, se mate ou então mate quem te oprime, destrua quem te rouba, quem mente todo dia pra você, porque é assim que você faz com sua fome & terá que fazer para ser realmente livre & um dia poder deitar sua cabeça no colo de quem ama & saber que enfim não tem preocupação nenhuma, pode então ser humano e não uma máquina ou uma animal!


E ele entendeu:





Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim,
diz o Senhor, que é, e que era, e que há de vir,
o Todo-Poderoso Caos Eterno!




Partindo das loucas & muito sãs idéias de Hakim Bey, foi-se destilando uma seqüência, um fluxo incessante de idéias para redimir esse mundo.


Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...



Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...

Mort Aux Vaches!: TP & Diversão
Mort Aux Vaches!: TP & Diversão


Descartando-se os fatores naturais, todos os demais agentes da infelicidade e da feiúra no mundo, devem ser terminantemente atacados, refutados, humilhados & destruídos.O caoista não deve nunca estar satisfeito, acomodado, parado, ele deve ser a raiva que caminha! Em todos os sentidos, essa energia está indo na direção de seus inimigos! Ele tem que ser indulgente-compulsório em todos os âmbitos de sua arte de incomodar!Essas pessoas, instituições, organizações, os quais destroem e inibem a liberdade geral das outras pessoas, esses seres desgraçados que se acham donos das coisas que não tem dono, que se auto-empossam mandatários dos desmandos, esses filhos-da-puta que pensam ser mais do que são, são os alvos, esses devem sumir. Foda-os! Políticos, empresas, meios de comunicações, cientistas, organizações militaristas e pessoas comuns que, por seus atos e palavras incomodam, escravizam, destroem o meio-ambiente, mentem, exploram; mire seu alvo, faça sua lista & não dê sossego a eles.

É fácil! Não fica caro! Gente pobre de espírito, bandidinhos, meliantes semi-analfabetos incomodam muita gente boa por aí, imagine então você, que tem a alma cheia de poesia e raiva, pense no que pode fazer à banqueiros, vereadores, deputados, jornais & revistas, etc...

Você pode incomodá-los muito. Exigir que criassem vergonha, que melhorem humanamente ou destruir sua paz!Mas cuidado é sempre bom! Não seja apanhado! A polícia vai se incomodar contigo, você será procurado por eles já que você não dá lucro, você não é amigo deles, e você incomoda os patrões deles!!!

Sabemos que há muita coisa errada no mundo! Mas não tenha pretensão de mudá-lo, é impossível!O ataque à certas instituições e indivíduos visa marcar uma linha, visa expor uma declaração: “aqui ainda temos poesia!” & “a partir dessa linha o levante foi estabelecido!” – essa linha demarca o limite de alcance de seu corpo e eles.
E podemos rumar para criação de sociedades alternativas dentro dessa merda de Estado e mundo.
O caoista deve ser a fonte de provocação e insuflagem do insulto que os miseráveis (= pessoas comuns de classes sociais não-privilegiadas) desse lugar deve se apegar para jogar a meda no ventilador do sistema social estabelecido. Entendeu?
Você deve dar aos miseráveis a opção da beleza para que eles possam contrapor à desesperança, ao niilismo negativo e entre a escolha que fazem pelo banditismo ou em ser um dito “cidadão ordeiro”!
O Terrorismo Poético age em duas vias então. Deve atormentar os exploradores e encantar os explorados. O TPista é então o sedutor máximo, seu carinho é áspero & suave, dependendo se a mesma mão vai rumo aos agentes da exploração (um soco!) ou rumo ás pessoas comuns (um aperto de mão!).

Para um pouco distante dessas tendências político-sociais (que infelizmente nossa sociedade em particular clama!), há a ARTE! E a arte é a nossa diversão & ferramenta, é a expressão de nossa alma, nossa indecência explicita, a indecência é o que nos separa dos demais “descentes moralistas” que dão suporte à permanência da morte, da feiúra, da exploração e da passividade social no mundo. A arte é o diferencial!
Onde há arte o desassossego está em levante!
Mas não confunda arte com cinema americano, não confunda arte com a maioria das coisas que passa na TV, essas “arte” melosas e consumíveis aprisionadas em livros didáticos & museus.
A Arte que falamos não dispensa a violência, alias, é o único lugar onde ela é aceitável (se você não for adepto do S/M). Essa arte não dispensa o horror, o touretismo literário, o choque. Uma arte subversiva, pornográfica, irreverente, uma arte que é expressão de uma alquimia pessoal e perene. Esse é o espírito da coisa!

Mergulhem as mãos nesse barro primordial e manufaturem ídolos blasfemos à realidade torpe. Ídolos de argila, papel ou bites, e os espalhe por aí! Crie! Crie panfletos, festas, blogs, datas, receitas, danças, agregue à vida mais tesão, humor, critica e tudo que achar que faz falta em sua volta.
Seja chato até o ponto quando achar que está ficando sério demais, saiba fazer piada de você mesmo, esse é o mecanismo para não se tornar tradicional, pedante ou estressado.

Dito tudo isso, só falta pra você começar a aterrorizar por aí: uma idéia ao seu alcance!
Dinheiro não é necessário, você não precisa da rede nacional da grande mídia. Você tem os murais das universidades, você tem as portas das escolas, há os barzinhos cheios de jovens (ou nem tanto) sedentos dessa fúria maravilhosa que você quer espalhar.
Em intermináveis filas de banco você pode fazer aliados para ataques relâmpagos contra essa situação. Escreva para seção de leitores de jornais e revistas para implantar idéias subversivas, fazer piadas com determinado caso, espalhar mentiras que exponham a futilidade das mídias patronais, chamar a atenção para si & espalhar poesia.
Quando você era pequeno, qual brincadeira que mais te divertia?
O faz-de-conta!?!?!
O grau de sua diversão seria proporcional à sua imaginação, mas não necessariamente! Quantas vezes você criou mundos em um monte de areia suja?
Então use esse mesmo faz-de-conta para fazer tornar real seus ataques poéticos-terroristas, você cresceu mas ainda é uma criança, a brincadeira é a mesma, só os resultados serão mais abrangentes. Ponha mais gente pra brincar!

Inicie sozinho ou organize um grupo ou peça ajuda. Aja!
Crie, destrua, divirta-se!

Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...



Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...

(Diário de Abdul)
Os doces da vida!


(Um poema de pólvora, gatilho & o cotidiano)


Quando acordo desse sono de afogado
Minha idéia de felicidade é voltar a dormir
Mas tenho buracos pra cairtenho cenas de miséria a contemplar
e um chicote me espera pra açoitar as esperanças e o corpo

Com o sol a pique, a cama queimou
Minha idéia de felicidade são os seios fartos de Kali
Mas a polícia me vigia
e meu patrão tem palavras bonitas do pastor pra mim
Eles são sócios contra minha felizcannabisdade

{Agora!!![som de latamassandogritodeódiotapanacaraexplosãodetumulto refrão e bis]
Felicidade?!?! Idade das trevas! huahuahuahuahua!
Eles me dão trezentos e cinqüenta!
Buracos nas ruas, futebol de magnatas, cenas de miséria,
governos desgraçados, chicote na alma, algemas na língua}
Cadê você minha doce vingança???

Já serão, seis da tarde, o dia inteiro já é todo dia
E eu só penso em ganhar dinheiro
Em águas internacionais pecar contra a heroína
Eu só penso em bombas no Congresso
e bater na cara, facada & navalha, em muita “gente honesta”
A essa hora minha idéia de felicidade
é dinamite, Juba Sniper & as Virgens do Paraíso.

Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...



Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...

A Indústria vs. nem isto - nem aquilo
A Indústria vs. nem isto - nem aquilo


Faça silêncio! Você irá então escutar os sons da batalha. A fúria do mundo expressa no tilintar das máquinas/espadas, do ranger de ossos & ecos de roncos estomacais em plena fome.
Insurgências aqui & ali são engolidas pela alma dessa guerra: a indústria. Essa miríade que se incumbe em transformar tudo em negócios ou vergonha, sucesso e/ou esquecimento. Contra a fúria de nossos tempos o que pode se levantar sem ser plastificado pela indústria?
Os velhos deuses gargalham do Olimpo de nosso inconsciente enquanto são assassinados por outros deuses de morte & desertos!

Nos dias de hoje, cuspido das saídas metálicas das fábricas, suas cloacas televisivas estéticas, saem em série as mulheres de silicone, as modelos perfeitas forjadas nas matrizes frias que emolduram o plástico na linha da visão do fulgor hipócrita & disléxico de uma falsidade que é a base fundamental do pensamento da sociedade pós-moderna, a sedução do hiper-orgasmo dos filmes pornôs.
Hoje, o sistema sócio-econômico e cultural daquilo que conhecemos como humanidade tem como lema secreto o engodo total, na testa de cada homem e mulher está marcado com tinta invisível a frase “SOU AQUELE QUE FOI ENGANADO!”.

Que moral, ética, senso, ordem, o qualquer termo de merda que se queira usar para se referir ao “espírito” da Indústria e dos seus “homens de negócio”?
Enquanto enchem esse mundo com a porcaria de suas nomenclaturas e termos anti-obscenos, seus telemarketings, MBAs, challengers (bllllaaaaaaaaaarrrrrrrrrgggggg!!!!!),eles vão ganhando muito dinheiro & matando muita gente & doutrinando gerações de cabeças ocas que querem também ganhar muito dinheiro & matar muita gente & doutrinar outros até que não reste mais nada a não ser empresas & poemas dedicados aos sistemas de ventilações de seus condomínios silenciosos.
Ou você acha muito moral & correto a INDÚSTRIA FAMACÊUTICA simplesmente não conseguir SANAR A DIABETES por exemplo! NUNCA ERRADICARAM E NUNCA ERRADICARÃO DOENÇA NENHUMA DESSE MUNDO PORQUE DOENÇA DÁ MUITO DINHEIRO!
Diabetes, gripe, AIDS, obesidade, câncer, osteoporose, pressão alta, pressão baixa, gonorréia, pano branco... Um empresário farmacêutico arregala os olhos diante de tudo isso e só vê DINHEIRO!!!
Não se engane, não se engane mesmo ou serei obrigado a te chamar de otário. A indústria nunca produziu nada e nem produzirá algo que dê um bem realmente definitivo para a humanidade.
E ainda confiamos nesses desgraçados!
O mesmo se dá com POLÍTICOS, esses canalhas que estão envolvidos com todos os tipos de crimes que você possa pensar! TODOS OS TIPOS DE CRIMES!
Idem para religiosos, policiais, jornalistas, empresários, etc...

Faça silêncio!

POR FAVOR, NÃO ME OBEDEÇA!
GRITE!!!
Você foi enganado. Você sempre foi enganado.
A mentira vêm das coisas que mais nos importam. Seu padre mentiu pra você, seu político mentiu pra você, a televisão te engana sempre, assim como a indústria de cosméticos, a mega-sena, o glúten, o avestruz e o boi verde, seu time de futebol e a biba da esquina te ludibriou direitinho, e seu pastor também te enganou, a loja onde compra, a polícia, os vendedores chineses nas ruas, a coca-diet, seus professores, seu advogado e seu contador, o cozinheiro, motorista, o carteiro, o Bush e o FHC e o Lula, todos, todos agiram igual ao seu traficante, eles te enganaram, te venderam ilusões e o envenenaram com a mentira, a corrupção e o logro.

E por que eles fizeram isso? Pra quê?
Quantos se perguntaram isso, quantos souberam a resposta!?!?
Para matar sem matar! Para aprisionar & ter poder!
Saiba o já sabido! A matrix/prisão É SUA MENTE!
NÃO É PRECISO NENHUMA CIÊNCIA DE ALTA-TECNOLOGIA PARA DOMINAR. PALAVRAS QUE DESPERTAM MEDO FAZEM MUITO BEM ESSE PAPEL!

Bombas – Ladrão – Drogas – Fome – Loucura – Desemprego – Multa – AIDS – Satanás – Proibido – Armas – Inferno – Cobra – Pecado – Vergonha – Analfabetismo – Estupro – Comunismo – Morte – Morte – Morte - ... TREMAM!!!!!!!!!!!!!!!

Assim dominam sem destruir a fonte de renda, os bichos do curral.
Com MEDO eles querem nos aproximar dos animais, querem arrancar qualquer indolente liberdade natural que se tenha. Esses animais dos quais nos querem aproximar não tem ligação com nosso lado animal, o qual nos dá também um caráter de altivez e proximidade com a natureza, e sim daqueles animais passivos, psilotérmicos, e burros!

É difícil entender isso. Poderão dizer que eu sou o único a mentir. Isso porque NOSSOS CORPOS E MENTES ESTÃO CONDICIONADOS A ACEITAR ESTE ESTADO DE INDIGÊNCIA, CORRUPÇÃO E MEDO COMO NORMAIS!

E para nos livrar disso só há a ARTE (e a RAIVA)! O mundo necessita de uma boa dose de raiva-bem-diregida para acertarmos certas contas! O mundo precisa também de uma arte que apresente uma alternativa à esse poder, essa arte deve ter o caráter de INTERMEDIALIDADE, senão será consequentemente absorvida, caso não seja tão mutante como é a diferença de cada um!

O poder desses vagabundos e suas consciências torpes não entendem nada do que seja intermediário, isso é uma aberração tão grande para eles que não se consegue ter um diálogo com este tipo de pessoas se introduzimos na conversa conceitos como terrorismo poético, magia, onissexualidade, panteísmo, deus-mulher, amor louco, ou qualquer termo que paire sua definição em suspenso pelo simples fato que não se define a ação do ato em movimento ou a poesia que possui os homens e o fazem habitar o coração das coisas.

O intermédio é o que está entre, neither-neither, o nem isso – nem aquilo, e por isso qualquer um, ambos ou nenhum dos “dois”, em suspensão, a junta, o intersecção, o indefinido, etc...

E aquilo que não se define, que não se rotula, que não se deixa apreender não pode ser comercializado, vendido, pois não tem um valor, não tem como se calcular um custo para algo que não se usa e usa sempre... - “Aarrgggggggggggg!” – diria o empresário louco pra por nas prateleiras a liberdade em si, como o fizeram com a felicidade prozaquina ou a ereção viagrética ou o sexo encamisado – florescentes e efusivas adaptações contra o medo da tristeza, da brocheza e das doenças venéreas (mortes!).

A arte e o artista que consegue se por na intermedialidade conseguirá também causar bons estragos nessa sociedade de bosta e incomodar os engravatados, desde os chulés das bolsas de valores até os que cheiradores de pó nos escritórios da ante-sala da chefia!

Avante então! Intermediariamente podemos causar muitos estragos!

Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...



Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...

A Sedução da Subversão
A Sedução da Subversão
ou
A Felicidade


“Por querer o poder
Vivem os atrevidos que não tem nome
Pra querer tem que ter
Um desejo desafiando o homem”
*


Caos & Subversão sempre andaram juntos!
A Subversão está sentada à direita do Caos!
No mundo cotidiano, nas coisas comuns, nos círculos sociais, a Subversão é o dedo do Caos na ferida aberta do mundo.

Nessa sociedade onde cada vez mais o controle avança suas garras legais e repressivas sobre a vida das pessoas, onde a cultura sucumbiu aos encantos do comércio, até uma certa subversão é ventilada por entre os dutos que mantém uma semi-asfixia controlada pelo reacionarismo sempre reinante dos controladores da alimentação intelectual das massas, na dita superfície das coisas vãs!

Por isso, de vez em quando, no Rock n’ Roll, no cinema, nas literaturas, nas artes em geral, um pouco de uma certa subversão é administrada em doses homeopáticas à sociedade, o que muita das vezes é confundida, não erroneamente com imoralidade, “pouca vergonha”, baixaria, ou outros termos mais convenientes aos sempre frustrados censores das boas famílias e apoiadores das melhores torturas nos porões das ditaduras, sejam quais forem.

Essa “subversão”, que só pode nos interessar por seu caráter orgástico, não é uma subversão advinda do Caos, ela é antes, da ordem, um termômetro da tolerância social ao grau de apelo de certo produto à sociedade.

Em outras épocas, os carnavais eram bem mais nus!

Poderíamos identificar essa “subversão aceitável” como parte de uma ética da assimilação, o sistema cibernético de inclusão dos grupos sociais, aquilo que as pessoas se agarram no intuito de preservarem seus valores de tribo ao mesmo tempo em que são incentivadas à expandir seus paradigmas morais para que isso gere mais lucro e escravidão. Se lhe veio a mente o termo duplipensar, estamos pensando junto!

“Sem poder pra querer
Não vai ter depois e nem teve antes
Sem querer o poderTudo que tá bem perto fica distante”*

A verdadeira subversão, aquela que é filha do Caos, está no lugar em que sempre esteve, vibrando como a coisa selvagem, nervosa e maliciosa que é, a Subversão repousa inquieta no centro nevrálgico de onde emana toda e qualquer felicidade.

Ela está sempre ao alcance de todos, porém não está nas primeiras páginas dos jornais, à não ser quando é presa ou mata; ela não está nas palavras de formadores de opinião covardes, que esbravejam diante câmeras e depois se elegem ao bordel da política. Ela não ladeia executivos de cabelos de chapinha que com dedos em riste demitem ou contratam sonhadores de fortunas & modelos mais acessíveis.

A Subversão não se acha no direito de, respaldado por um diploma, querer dizer o que e quando devemos comer, dormir, latir, defecar, e nem dizer que empregos está pagando mais no mercado ou onde se deve ir no sábado à noite!

TUDO ISSO TÃO LONGE DA VERDADEIRA SUBVERSÃO!

Não se enganem! No dia que encontrarem a felicidade na atitude e ação pela subversão, este dia vocês pela primeira vez foram subversos, este dia vocês realizaram sua primeira ação pelo Caos.

A Subversão traz o sentido de revolta, insubordinação contra a autoridade, às instituições, às leis e aos princípios estabelecidos, solapar o estado de coisas estabelecido. O termo “clandestino” também é muito próximo à subversão, expressa muito bem o sentimento que esta desperta: o ilegal, o subterrâneo, aquilo feito às escondidas. Na proximidade do imponderável, do nem isto nem aquilo, a Felicidade se encaixa bem como a definição de um estado de ser do subversivo, a recompensa pela raiva jorrada na cara das ovelhinhas que mansamente acham ser felicidade assistir TV, pagar os impostos e poder beber cerveja toda Sexta-Feira em um país que não terremoto!


Não, obrigado! Prefiro a Raiva!

Os comunistas donos de um banco... Os bóias-fria vão ter uma boa vida... Todas as coisas vão ter mais-valia... Os rejeitados vão ter outra chance... Até loucura vai fazer sentido...
Quando alguém for feliz
Porque é!*


(*Citação: "Utopia" de Arnaldo Brandão e Tavinho Paes do Hanoi Hanoi)

Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...



Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...

(Diários de Abdul)
Viva o Fogo!


(Um poema incendiário)


As chamas
marcham sem ordem unida
rumo ao rumo de suas intenções
todas as direções
-conflitos ônticos
-anarquismo ontológico.
Pise firme & forte com seus pés descalços
pense forte & firme a inspiração nua
limpe o pó entre os dedos & o limo do cérebro
e sopre tudo na cara sisuda dos generais
esse é o vaga-pó vo0do0 dos Djins.
O Exército do Cão assola as ruas
infesta de indigesta poesia
a sutura podre & plástica da moda risonha
piegas & sebosa dos executivos/as-putas/
os carcarás.
Nossos carinhos diretos são extensos & intensos
são feitos de balas de fuzil no ar
shurikens ninjas afiados
e objetos obscenos corretamente manuseados
tudo traficado de nossos sonhos pra cá.
Somos a raiva & a poesia tensa das ruas
não temos olhares cansados
nem mamamos nas telas da República
não puxamos o bolso escrotal de velho nenhum
ou assediamos o tempo alheio em vão.
N.Ó.S. N.Ã.O.
telegrafamos esperanças
N.Ó.S. N.Ã.O.
vendemos ilusões
Não mudamos .com o vento nem dizemos amor só.
P.R.E.S.T.E. A.T.E.N.Ç.Ã.O.:.
Nossa Arte é nossa Virtude
O Caos é o caos e é o chaos e é o kaos e é o kaoz.
Nós somos as chamas & o Caos é o Fogo!

Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...



Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...

Versos do Homem-Elefante
Versos do Homem-Elefante


beba e sue e feda e esfrie a alma na candura do carinho da datura
escorra lento pelas quinas das ruas
um resto de honestidade
uma latência dormente, por inteiro
compre & use: tráfico dos sonhos!
o preço é sua senha de acesso ao excesso que os deuses lhe deram
te faço um resto de homem em troca de seu silêncio
e deixe o buraco abrir!
deixe... a enxurrada levar!
deixe... a família morrer!
deixe... Deus cansar!
deixe... a policia chegar!
deixe... o governador roubar!
deixe... que fique, que fale e que pense
tu não ta fazendo nada
e eu...eu na raiva
eu no ódio de tu no ópio
eu puto de tu na puta
eu na merda de tu na lerda
eu na lida e tu na vida
-uma palavra pra essa farça:
DESGRAÇA!!!
eu na raiva!

Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...



Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...

Ultima Ratio Rerum Nero
Ultima Ratio Rerum Nero

(Poema anti-urbanidade)


/Polis/
-Cidade:
polícia & cimento & política & correntes
& polêmica & cicuta & poluição & acidentes
&pidêmias...
/Uivos nervosos de motores
roncos de fome
rancor circulando nos fios elétricos
sempre acham consumidores/
/A seiva corruptabrota pútridadas bocas nojentas de cada vereador/
/Voando no vento grosso
toscos papéis-propaganda
com a merda marketista
restos, baixos, pobres, sujos, apelativosempre
endimentos privada!/
/De cada lado das via veias venenosas
barreiras para escravizar os olhos
defecando preços, juros, promoções, empréstimos/
/Evaporação de cuspe e mijos de cerveja
flutuâncias de arrotos e escapamentos
desaba de novo em chuva ácida
sem bênçãos nem sossego
inundações fecais retornam aos donos/
/Trafegando acima dos dinossauros reciclados
semi-animais em dinâmica mendicância geral
roubos alterados, comércio & ladrões
filas domesticantesindiferença industrializada/
/A pululante população com as mãos atoladas
em uma maneira de viver pior que a morte,
A vida vitimada pela civilizaçãoum conceito de desvalor
uma mentira concreta/
/Sistemas excretantes em conflito
Urbanos urubus em vôo asfálicos!
-Cidades:
engenhos de produzir chacinas
finanças do sofrimento
linha de produção de miséria
contaminação cibernética
laboratório de adicção
platôs da separação
domínios de domar húmus
e sugar o impostor imposto para si viver/

Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...



Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...

As Maldições de Abdul
As Maldições de Abdul

"Oh! Negro Djinn, sombra de mim mesmo, VÁ!, destrua meu inimigo...”


Nosso silêncio é o do formigueiro,
Nossa quietude é a do vulcão,
Nossa saliva é do sabor do limão,
E nossa felicidade é o regozijo da vingança realizada!
Evoluímos como o impacto das placas tectônicas
-o choque da discordia mundial.
&
Aos políticos brasileiros,
essa corja corrupta, classista, egoístas,
sinistros traidores da liberdade,
Desejamos um holocausto rápido e higiênico;
Que definhem na inanição e arrastem juntoa quadrilha familiar que com eles, sem peso moral, sugam também o suor das pessoas comuns.
&
Aos sagazes intrépidos aplicadores das Bolsas;
Esses parasitas da raça humana,
trabalhadores da expropriação,
semeadores da distribuição da fome e da pobreza,
trogloditas vestidos de ternos e seda;
Que a miséria e a ira os alcancem
e dizimem seus ninhos e suas proles
como o fogo que queima ervas daninhas secas e inúteis.
&
Para os empresários do setor elétrico e telefônico;
Esses ladrões descarados e covardes;
Que revertam em suas navalhadas digitais
uma onda de eletro-pulsos e curto circuitos plasmáticos de ódio,
A energia da raiva!
Levando até os seus laresuma epidemia de seppukus tetânicos.
&
Quanto aos construtores do novo mundo,
os Maçons, guardiões do egoísmo,
nossa sincera maldição, que se fodam e afundem
na movediça sincresia econômica mundial
de suas primazias arrogantes silenciosas;
Que desabe como paredes fora de prumo em cima de vocês
toda seriedade pusilânime do 33, falsas caridades,
execrância interesseira piegas, o disfarce de sua ganância por poder;
Morram e não ressuscitem!
&
Esses comerciantes da fé pobre alheia,
contrabandistas bisonhos das mentiras religiosas,
ávidos sanguessugas do dizimo;
Que caia sobre vocês pedras e raios
um para cada benção maldita e exorcismos que infligiram
na cruzada de idiotizar meio mundo;
Que pereçam no remorso como o Criminoso de Tarso.
&
Quanto as fileiras dos defensores do patrimônio,
estado de terror e direitos dos ricos e privilegiados;
Soldados da repressão, Advogados lacaios, Marginais inquisitores,
mercenários das ditaduras permanentes do terceiro mundo;
Que a Justiça abandone a medida cega e use a foice afiada;
Todos vocês são bandidos, atuando com bandidos, com bandidos como chefes,
justiceiros bandidos que se punem entre vocês e massacram os honestos;
Comam-se uns aos outros canibais fardados, engravatados, encapuzados, matem-se
e desapareçam do mundo, policiais, marginais, advogados e seus donos.
&
Aos jornais, revistas, papeis não-higiênicos do cinismo corporativo;
Emissoras, canais e todas as mídias cloacas da usurpação mental;
Que brote tumores virulentos nas gargantas e nos dedos
que propagam e digitam o formação sofista de opiniões,
suas bajulações, suas manipulações,
suas armações para ofenderem e derrubarem quem não é seu amigo;
Falsos intelectuais, covardes palpiteiros;
Juízes canhestros da opinião pessoal.
&
Os famigerados senhores das Indústrias;
Poluidores do mundo e destruidores da natureza em prol dos lucros próprios;
Sócios dos cofres governamentais, sonegadores de impostos,
pagadores da esmola mínima salarial;
Que retorne para vocês no dia de sua maior alegria
toda a merda que despejaram no mundo,
que arrombe e inundem suas piscinas, suas festas regadas à pó e whisky;
Que os monstros do pântano de todas as podridões causadas
os atormente e a seus filhos e esposas e amantes e putas por toda eternidade;
Cultivadores de doenças, manipuladores da democracia, adictos do petróleo;
Queimem vivos como queimam a atmosfera.
&
Todo o resto,
banqueiros gigolôs , traficantes agiotas , empreiteiros das usuras pessoais,
cretinos falsificadores, analfabetos queimadores de ônibus, funcionários públicos salafrários, fiscais subornáveis, mendigos ricos,
filósofos de araque exilados, colunistas yupies tendenciosos,
cineastas frustrados empregados em emissoras de TV filhas da ditadura,
comentadores dos desastres semanais, cientistas da morte,
açougueiros de animais, animais de açougueiros, racistas em geral,
fabricantes de armas, donos das balas perdidas, estupradores...
Meus mais sinceros insultos & meus melhores desejos de infelicidade,
Que chegue logo a vocês!

Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...



Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...

O Novo Priapus
O Novo Priapus


“Sim, bem primeiro nasceu o Cáos,
...e só depois Terra de largos seios de tudo assento sempre certo,
e Amor.”
(Platão)


Já há algum tempo venho tentando conceitualizar uma nova proposta de pornografia, mas a linha de raciocínio sempre estacava na questão da sublimação & simulação do pornô.

Levei muito para aceitar que talvez a pornografia seja em si por demais simplória e não agrega sofisticações sem perder o status de pornografia, ou porque, nos parâmetros comerciais que hoje é o produto pornográfico, o consumidor tenha ela como um produto final satisfatório e para muitos menos exigentes, o produto ideal, por isso ela não careça de inovações.

Ou porque, ainda, tudo que se poderia pensar em questão de desejos sublimados, já tenha sido filmado, fotografado, escrito, pensado e exibido. Apesar de todas essas asserções serem em um grau verdades, ainda vemos, aqui e ali, novas exigências quanto ao formato desses filmes e revistas, o que prova que o gênero não está de todo esgotado.

Para além da reinvidicação estética, para os modos e moldes de sublimação desejada, o saciar mais da curiosidade do que do tesão, o que se busca ao querermos repensar a pornografia é na verdade PROPOR uma NOVA SEXUALIDADE, e mais alguma coisa.

Se formos pessoas que tem compromisso com nosso desenvolvimento e desmascaramento existencial, com certeza essa busca de uma Nova Sexualidade irá desembocar em questões de fundamentos espirituais.

Então, ao propormos a tarefa de nos desvencilhar da pornografia industrial estamos na verdade revolvendo o fundo caótico de nosso espírito, respondendo ao apelo de liberdade incondicional que sempre nos assedia.

Para proporcionar então o advento (na verdade, o re-advento) de uma nova sexualidade que abranja uma inovação nos fundamentos estéticos e práticos da pornografia e uma nova relação humana com o divino, devemos voltar-nos aos velhos deuses eróticos e thanáticos da Grécia, assim como seria de grande auxílio para as mentes ocidentais, volver também a atenção e ter uma relação com os deuses hindus do prazer e da morte.

Porém, existe um porém!

O Novo Priapus, pelo qual devemos lutar para advir, é duplamente inovador, duplamente destruidor, um re-velar de antigos mitos que devém ressurgir com força avassaladora para essa época de nulidade espiritual.

No processo de industrialização do erotismo, extirparam da psique humana tudo que pudesse causar contato com o medo da morte. Humilhação e submissão, as heranças do desequilíbrio causadas pelo patriarcado na demente busca por poder e dominação do outro, da natureza, do biológico.

Tudo que há em um filme pornô hoje, em revistas de sexo, nos sites da net, sejam héteros, homos, bi ou pansexuais são expressões de tão somente dos preconceitos milenares do masculino contra o feminino e contra o desconhecido sagrado; quando não são fazões de filias, o que também tem plena demanda.

Jorros faciais, estupros anais, felação múltipla, comer esperma, transar com animais, submissões idiotas, tudo no altar ereto do falso priapo da masculinidade, do “faloismo” falho, da exuberância que não dá fartura, das imensas picas nulas em divindade, das belas e fartas mulheres que são simples urnas duplamente masturbatórias sem poder uraniano algum.

O Novo Priapus deve destruir o apelo à estética da humilhação e deve destruir a falsa imagem do garanhão e da deusa do sexo, destituí-los de sua autoridade de formação de padrão de orgasmo ruidosamente falsos.

O Novo Priapus deve inovar na possibilidade de ampliar o contato real das pessoas com a realização de seus desejos e não só ficarem na sublimação do simulacro, ele deve inovar também ao reinstituir uma visão thanatérica (Thanatos + Eros) do mundo e do sexo em sua totalidade.

-Veja! Há uma nova visão à sua disposição!

Há um novo Olho pelo qual se pode olhar para o outro e ver ressurgir o desejo mesmo que esse outro não esteja dentro de padrões estabelecidos pela moda ou pela mídia, etc. Há uma Mão que pode nos guiar pelo labirinto da banalidade e da mediocridade e estabelecer a possibilidade de todo contato ser o toque do prazer, e essa Mão é a que com punhos fechados destruirá os castelos de areia erguidos pelo comércio. O fícus escancarado na cara do mundo hipócrita!

Basta um pouco da energia certa, a energia renovadora de Kali para destruirmos esse mundo de mentiras sobre sexo e espiritualidade. Arrasar mentes, corpos, conceitos, e nesse campo minado, revolver a velha e seca terra, adubá-la e colher os novos frutos.

O sexo, a cópula sendo algo de caráter duplo, prazer e reprodução, exigem imediatamente o respeito que devemos ter para com o ato, o Novo Priapus é a referência que deve ser como “uma estrela no céu do mundo”, o Novo Priapus representa a fertilidade, a fecundação, a abundância, o erotismo e a morte, conceitos esquecidos e deturpados através dos séculos pelos homens.

Faz-se necessário para marcar esse momento de reinvidicação e estabelecimento desta Nova Sexualidade um manifesto pornô-orgástico.

Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...








Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...

O Novo Priapus – Um Manifesto Porno-Orgástico
O Novo Priapus – Um Manifesto Porno-Orgástico


onde

“A imaginação é a voz do atrevimento”
(Henry Miller),

então

“... livre-se de todos os meios para atingir um fim... faça agora, não daqui a pouco... pois o desejo só é realizável pela ação... o objetivo final é alcançado
não pela mera pronúncia das palavras'eu sou o que eu sou', nem pela simulação, mas pelo ato vivo.
Não pretenda ser o 'eu' apenas,seja o 'Eu' absoluto, completo e real, agora."
(Austin Osman Spare).

(Benedictus Fornicatus!)


***


Supera-se o conflito entre vontade e realização tendo contato com os corpos.
-Tenha contato!
O processo de sublimação é o principal fator de atrofiamento intelecto-espiritual humano em voga!
Não sublime, não simule!
- FAÇA!
De espectador a espectro é só um pequeno salto binário,
não virtualize.
-Tenha contato!

Haja no mundo em prol do despertar do Novo Priapus!
Seja o Avatar do retorno do culto de carne e fartura (morte & erotismo) de Priapus e Priapéia, rogando pela reverberação dos ecos do som da flauta de Pã e o gosto do sangue de Baco novamente por esses lados do planeta! E do Oriente as benesses que nunca pereceram de Kama-deva, Brahman & Kali e todas as potências que exigem devoção em amor, entrega, fartura e prazer.

-Já temos silício, adrenalina e silicone em abundância, queremos mais contato físico, serotonina e carne quente. Queremos menos moda, maquiagem e macaquices atléticas e mais arte, pele ao natural e serenidade, menos anabolizantes e mais saúde, menos bobos-da-corte berrando em alto-falantes o amor do deus e mais comunhão com a natureza e o divino

-Que você se baste enquanto causador de sua própria felicidade! Que sua imaginação seja a medida de todas as coisas! Que o limite onde puder levar seu pensamento seja o limite de sua felicidade factível, efetiva, eterna & infinita!O limite de seu desejo e o do outro é o começo da realização do consenso e do advento de toda orgia possível.

Que essa busca e conquista possa ser o restabelecimento do feminino e do masculino em equilíbrio pela sanidade, poder, paz e GOZO!

Atreva-se a ser tudo que quer!E leve essa nova ao mundo:
Priapus voltou!

Abdul-Jalil 1-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...



Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...

“Sayoc Kali”
“Sayoc Kali”

~(Pela Glória de Hassan Bin Sabbah)~


-Um poema para minha faca-



Dança adaga
voa cortando éter
Obedece a vontade da minha mão
leva a sorte de los ~Hashashiyyin~

Corta afiadao ar, a carne, a alma
Manufatura do golpe da raivafio
frio & corte mortal

Aço afiadocom o corte da morte
O beijo da lâminacrava
fundo & forte

Esse é o carinho da mão de Abdul
para os malditos corruptos
para os malditos exploradores
para aqueles que odeiam a liberdade alheia

Facada!

Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...



Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...

Motivos para revoltar-se!
Motivos para revoltar-se!
Você precisa motivos para revoltar-se?
Você é parte de um jogo onde 1% dos que participam ganham, e sempre são os mesmos que estão ganhando!
Esse mundo filho-da-puta não espera nada de você! (*saiba: mundo= sistema, disposição e regras do jogo chamado “vida em sociedade”).
Então, esse mundo filho-da-puta não espera nada de você! Nem respostas nem questões, o mundo é indiferente aos seus esforços ou desleixos.
O sistema não quer nem saber, ele quer te trucidar, te moer, te enfraquecer e quebrar sua vontade. No jogo fedorento que ele nos pôs sem nosso aval ele quer fazer de gato e sapato pra outro filho-da-puta se dar melhor que você!
Onde está escrito que as coisas são assim? Que elas tem que ser assim??? De onde se tira essa idéia louca e injusta que quem se dá bem na vida está apenas sendo privilegiado pelo sistema?
Essas perguntas podem ser formulados tanto por um rico, um miserável ou um, como dizem, “remediado”. Esses “remediados” (os mais doentes de todos) são justamente o filão social que mais engrossam no cartório ilegítimo das explorações o atestado que esse jogo perverso é válido!
Isso por medo e ilusão. Medo de perder o quase nada que tem e a ilusão de um dia ganharem algo. Mas, onde está escrito as regras desse jogo? Como posso provar que as coisas estão dispostas assim?
Ora meus caros!!! Podemos perceber essas mazelas do mundo em certos detalhes hipócritas, que muitas vezes estão escancaradas, mas as legiões de imbecis não percebem porque justamente aceitam a regra do jogo.
Todo aparato das forças de Submissão estão ativos e funcionando a pleno vapor!
Veja a disposição total das coisas: mentiras, corrupção, exploração, barbárie, indigências. E todo o aparato das forças de Submissão que lhe domesticam constantemente na TV, rádio, igrejas, jornais, eles desejam sua completa entrega à Escravidão: silêncio & subserviência às regras do jogo. Os fatos bons, hoje, representam apenas uma articulação para propiciar mais sublimação e cartase, simulação para as massas sedentas de ópio, violência e beleza fácil (palavras bonitas, doçura, moral, apego e sado-masoquismo).
Não podemos permitir assimilação em nós, se queremos quebrar as regras do jogo! Mesmo porque não há armistício, não há paz! É matar ou morrer! Você tem que reconhecer isso, não há desenvolvimento daquilo que é verdadeiramente necessário para o bem-estar da humanidade (a não ser a mística), só há regressões da humanidade.
Então, se você não é um dos privilegiados pela loteria da Babilônia, você tem duas opções: -Você pode continuar a ser um peão do jogo, carvão pra ser torrado na fogueira dos desesperado (Quem quer dinheiro??? – Tudo por dinheiro!!!), se resignar a ser escravo.
Não falo pra esses.
-OU VOCÊ PODE DECIDIR QUEBRAR O CONTRATO DO JOGO. ISSO LHE CAUSARÁ MUITA INFELICIDADE, MAS SUA VINGANÇA SERÁ MUITO DOCE E PRAZEROSA. ESSA É A NOSSA NÃO-RESPOSTA AO MUNDO!
A partir de hoje, em qualquer situação, não participe mais do jogo deles, quebre as regras, surpreenda, comece a descondicionar-se repelindo certas conveniências criadas apenas para manter a tranqüilidade dos que estão faturando com o jogo, todo esse papo que pregam mas não seguem: ética, pagar impostos, igualdade & fraternidade & liberdade, religiosidade, ciência, autoridade, trabalho, propriedade, paternalismo, bom senso, etc...
Seja na medida do possível, e extrapolando os limites, amoral (para isso seria interessante um entendimento da ironia socrática), tenha sempre consigo um ingenuidade calculada nos tramites cotidianos, especule os porquês, pergunte, inquira, importune até fazer com que defensores de posições hipócritas se sintam humilhados e com vergonha do que pensam, isso irritará muito os vigilantes da moral e dos bons costumes, esses adictos do remédio da tolerância social!
Não pagar impostos é, no sistema de hoje, quase utópico, pois a policia do imposto é mais atuante que as forças que deviam dar segurança às pessoas, mas o que há é que quanto mais dinheiro se tem, mais fácil é de se sonegar! Então só resta a sabotagem contra esses que sonegam muito porque tem muito. Na medida do possível, chantageie, denuncie quando tiver provas irrefutáveis, faça o possível pra fuder um rico.
Igualdade é muito bonito, mas você deve se conscientizar que tem gente que é uma merda, não prestam mesmo e são inferiores a você! Os de cima pensam isso de você por motivos diferentes (pergunte a um Inglês o que acham do resto dos povos do mundo – não precisa perguntar não! Estude História – e isso se dá nas estratificações sociais de uma mesma sociedade).
Fraternidade? Maravilhoso! Um bando de maçons de barriga cheia e atolados na pompa! Aí, entre eles, a fraternidade se desenvolve belamente! Nos círculos populares quando se quer uma passeata contra a violência que cai feito merda sobre a elite do Rio ou São Paulo, quanta fraternidade! Onde está a fraternidade onde há lucro e bem-estar? Quebra-se a Bolsa e demissões são providenciadas, para haver controle da inflação o desemprego deve ser alto... Ta!
Liberdade é magnífica! Principalmente se ela for desfrutada sem precisar ser exercida via financeira, ou em carteiradas, ou pela fama! Homens livres são perigosos, e nunca seremos totalmente livres enquanto houver quem tema e tenha a perder com a liberdade! Vocês não acreditam? Então defendam a sonegação de impostos, defendam a liberação das drogas, defendam a ética da desobediência, defendam o não comparecimento das pessoas para votar!!!
Hostilize os religiosos e comece a defender a Espiritualidade! Demonstre publicamente o prejuízo que religiões organizadas fizeram ao mundo e prove que nunca houve acréscimo nenhum em se crer em um deus a não ser a passividade social, por outro lado, um individuo livre que cultiva a busca espiritual é sim um caso de perigo social, não um prejuízo social como padres, pastores, missionários e crentes imbecis afins.
O mesmo se dá com a religião da ciência e do trabalho, ambos crenças doutrinarias prejudiciais, com seus deuses, salvadores e mentiras! Essas coisas que não levam a lugar nenhum! Porém a ciência ainda tem salvação e utilidade enquanto o trabalho é só uma forma social de medo e fantasmagoria, ninguém nunca ficou rico trabalhando e a ciência até hoje esteve a serviço do comércio e da indústria.
Siga sempre esses critérios de denúncia e desvelamento das hipocrisias sociais. Não preciso pensar por você, você é capaz de perceber o que é necessário confrontarmos se leu isso até aqui.
Boa sorte e uma feliz destruição!

Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...



Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...

(Poema às verdades & mentiras de minha alma/corpo)
(Eu sou um)
Monólito
Eu não mudo
Eu sou um deus
Eu não mudo
Meus propósitos firmes
de
ferro & fúria & erros & poesia
Meus intentos
de
fogo & morte & luz & incompreensão
Provam que sou
Aço
Pedra
Tronco
Montanha
Estrela Dançante
no céu imóvel do mundo
Fixo no rumo que aponto
Nasci pra resistir
Nasci pra não mudar
Nasci pra ser o que sou
Matéria prima
Faça de mim o que quiser
Oh! Caos!
Monólito Possibilidades
Monolítico Caos.

Abdul-Jalil 1-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...



Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...

(Poema das caravanas absortos de Abdul)
Enamorado das estrelas cintilantes
Abdul se assombra com o céu do deserto
& bebe o sentimento das constelações:
beleza & angústia & tesão
.
E sentindo a solidão lhe seduzir com seu canto de cascavel & noite
Abdul lembra-se de Firduzi
& o cavalo que corre montado pelo próprio grito insuportável
da verdade para o meio dos desertos
.
Ah! Sim!Abdul está no deserto, está no in-certoo mais correto assento de todas as certezas
Sonhar, criar, destruir
Leve sempre contigo o que deve destruir: certezas!
.
Certa noite no deserto, na clareira da civilização
Abdul sonhou inspirado pelo Caos & despertou
Sabe desde então que seus sonhos são pesadelospara uns poucos, esses covardes que são o pesadelo do mundo
.
Monolítico Abdul se moveu do deserto trazendo-o consigo
para encher de areia a boca & a cova dessa raça-desgraça
Trazendo a cura para esse câncer da terra,a morte para esses vermes disfarçados de reis
.
À esses, do deserto, a vinha de ira de Abdul, ele trouxe
Raiva Fúria Combate Guerra
Abdul ergue a espada, o punho, a pedra
Ereto em tudo, insurgente urgente
revanchista, vingativo, libertário, belo
.
Abdul, o anjo da morte, o mágico chinêso poeta terrorista, o senhor de nada
o ninja niilista, o sábio do paradoxo
o general do exercito do cão, o amante louco...
.
No deserto, na cidade, na redeo alfa & o Omega
Caos & Ocaso – acaso se perdeste?
Abdul convulsiona possuído pela loucura de Kali
Essas suas palavras
-Todos os filhos do Caos tem tudo que precisam para o levante:
Indignação + Raiva + Amor.

.


(Se lhe falta algo disso, meu caro, minha cara, você também é um verme, se lhe falta algo disso, está dormindo! Abdul, acordado, espalha pelas ruas o ódio bom do Caos – seu desassossego!!!)

Abdul-Jalil 0-Sua Raiva ou seu Comentário -Link este post

... ... § ... & ... § ... ...

Caoista:
Abdul-Jalil
= 5~5~55!
@: furiauberlandia@hotmail.com

"Nada é verdadeiro!
Tudo é permitido!"
(Hassan I Sabbah)

Se quiseres decifrar-me... mas se quiser que te devoro...!
(Eu sou aquele! Muito longe de saber, ignoro! Tudo que faço é te confundir também!)

-Aqui a Raiva! em forma de:
*Caos - Terrorismo Poético - Anarquismo Ontológico - Feitiçaria - 23 - Amor Louco - Subversão - Perversão & Outros Crimes Exemplares*



"Kaos= tensão dramática, enlouquecedora, purificadora, da existência. Tensão que aumenta sempre, tensão contraditária com estados de alma os mais opostos e diversos, convergindo sempre para uma tensão maior e para uma ampliação maior dos opostos em intensidade e fúria, aumentando assim a intensidade da tensão. Sado-masoquismo, depois um supra sado-masoquismo, e depois um supra-supra sado-masoquismo, e assim por diante, cosciência-intuição, razão-irracional, triste-alegre, luz-escuridão, Yang-yin, tudo aumentando sem cessar, em intensidade e fúria, aumentando assim a tensão que une os opostos em crescimento contí­nuo, crescimento que inclui recuos, mortes, não-crescimentos, assassinatos."
(Jorge Mautner)

_______________________
*Participe destes Projetos:
-Anno Caos 2007-



.A.A.O.
Anarquia Ontológica

_______________________


-"Quanto mais insistimos para que as pessoas sejam razoáveis, mais nos tornamos irrazoáveis!"
(Chuang Tzu)


______________________


*LINKANI@:

+ Blogs:
§ ... & subversão:
Delinquente, Inconsequente & Demente

Operação: mind fuck

Timóteo Pinto

E-Legalize

A Arte do Caos

Hakim Bey and Ontological Anarchy

ConsPiração para a Extensão do Fnord

A Vida Mata A Pau

Clube da Luta

Juba Online

Retorno ao Quarto Poder

O Franco-Atirador

Anti-Partido Polí­tico dos Crimes Exemplares & da Anti-Verdade (A-P.P.CE & AV)

Distúrbio Eletrônico

Blog da Guerrilha

Philo Sophistry

( )tong06

Choronzon Blog 333

Filhos do Caos

O Livro Negro de Blog

Prozacmilkshake

Fragmentos do caderno de notas do dr. Mehr Diñas

Blog da Zona Incerta

§ ... & espiritualidade:
CultusCultur

Samsara: Budismo e Ayahuasca

Wiccan Blog

Religiões Livres

Filius Terrae Coellique Sum

§ ... & poesia:
A Textura desse Abismo chamado Consciência

Escriba Café

Mantrashakti

Elfen Queen

§ ... & erotismo:
Sexoteric

Metrosexo

Interzona ThanatEros

Morango com Gengibre

Aliciante

Erotismo na Cidade

Martin Kovalik Galery


+ Fotologs:

Driely Schwartz's Photos

[Mundo Insano]

Lady Sunshine




(*Caos na Internet*)

+ Sites:

§ Corrente Meridiana do Caos, 93, satânicos & pagãos
-"...Olha o meu charme, minha túnica, meu terno Eu sou o anjo do inferno que chegou pra lhe buscar Eu vim de longe, vim d´uma metamorfose Numa nuvem de poeira que pintou pra lhe pegar...":

Austin Osman Spare

Illuminates of Thanateros/BR

Robert Anton Wilson

Metamorphic Ritual Theatre

Joel Biroco's Kaos

Horus/Maat Lodge

Fulgur Limited

Church of Satan

Projeto Karnayana

Domador de Sonhos


§ Subversivos, Graças ao Caos!
-"Todo coração em caos traz uma estrela cintilante":

Peter Lamborn Wilson

Archivo Hakim Bey en Español

William S. Burroughs

Alan Moore

Brad Miller

Chuck Palahniuk Oficial

Baader-Meinhof Index

Harry Kipper

Confabulando

Útopias Piratas

Coil


§ Cultura Subversiva
-Educar é levar para fora da caverna!:

Cannabis Culture

Burning Man Festival

Bizarre Magazine

Lust Magazine

Croatã

APA-Web

Psicotropicusbr

Darkside of the Net

Efeito Paralaxe


§ Música & Artes
-"...Zabé come Zumbi ou Zumbi come Zabé? O mundo se brasilifica ou vira nazista!":

System of a Down

Tom Zé

Lobão

Jorge Mautner

Planet Hemp

Nicolo Paganini

Desert Sin


§ Orgásticos
-"Fornicatus benedictus!":

Russ Meyer Movies

Beautiful Agony

Sexo Livre


§ Alternativas Sociais
-"Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo":

Christiania

Squat!Net

K.A.O.S - Killing As Organised Sport


§ Informação Livre
-"...As armas da guerrilha são então a contra-informação; a democratização dos meios eletrônicos de distribuição dessa contra-informação; o resgate e releitura dos meios não-eletrônicos de distribuição de contra-informação; a desconstrução dos legitimadores do discurso oficial...":

Rizoma

Le Monde Diplomatique

Desinformation Sites

Nodo50

Al Jazeera Channel

Al Jazeera Magazine

Anticristianismo

Anarquismo

Mondo 2000

Kaos en la Rede

Ponto de Vista

Marock Magazine

Lisergia.Net

Tukaga Livros

Zona Incerta

Coletivo Periferia




Outros:

Mais Blog

BlogHop.com!
the best

Blogarama - The Blog Directory




Arquivos da Raiva!:

Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007


Se adiantar algo...: Petição por uma Internet Democrática



Find me on MySpace and be my friend!

Orkut

Powered by Blogger